sábado, 19 de febrero de 2022

1970 - ZOILÓGICO

 

Uma das canções de Gilberto Gil no exílio, parceria com José Carlos Capinam [Esplanada,BA - 19/2/1941]



Letra: Gilberto Gil

Música: Capinan

1970 

© Gege Edições / Preta Music (EUA & Canada)

© Guilherme Araújo Produções Artísticas LTDA. (adm. por Warner/Chappell Edições Musicais LTDA.) 

 

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

O menino que abriu a porta das feras

No dia em que todas as famílias visitavam o zoo

O zoo, o zoo

O zoo, o zoo

O zoo

 

Zoo, zoo, zoo

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

O leão que está solto nas ruas

E as garras soltas no ar

Logo, sou

O menino que abriu a porta do zoo

A porta do zoo

A porta do zoo

A porta do zoo

 

Zoo, zoo, zoo

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

O céu

Logo, sou

O sol

Logo, sou

A girafa comendo o jardim sobre o muro

Logo, sou

Apenas a garrafa de um casco verde-escuro

Logo, sou

Sou a serpente

Logo, sou

O carneiro manso

Logo, sou

Santa Tereza

Logo, sou

Santo Antônio resplandescente

Logo, sou

Santo e demonio

Logo, sou

A feros, o zero, a cidade

Logo, sou

A ferocidade

Logo, sou

Quem fere a cidade

Logo, sou

A felicidade

 

Logo, sou

O leão que está solto nas ruas

E as garras soltas no ar

Logo, sou

O menino que abriu a porta do Zoo

A porta do zoo

A porta do zoo

A porta do zoo

 

Zoo, zoo, zoo

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

 

Logo, sou eu

Logo, ninguém morreu

Logo, sou eu

Aquilo que eu não sou

Logo, sou eu

Alguém aquém do bem

Logo, sou eu

Tudo aquilo que eu não sou

Logo, sou eu

Seja lá o que for

Logo, sou eu

Que estou no zoo

Logo, sou eu

Que estou no zoo

Logo, sou eu

Que estou no zoo

 

Zoo, zoo, zoo

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

Zoológico

Ilógico

Logo, sou

 






 



















Vencedora: Gás Paralisante de José Carlos Capinam 
e o pernambucano Arístides Guimarães

 

“… e até mesmo Gilberto Gil, que mandara de Londres uma parceria inédita com Capinam. “Zoilógico”, seria defendida por ninguém menos que Gal Costa, depois por Jards Macalé e depois por ninguém, já que os dois não puderam vir a Cataguases por motivos – quais mesmo? – vamos dizer, “ilógicos”. Gal acabaria gravando “Zoilógico” num de seus LPs da época: “Zoo, Zoo, Zoo, Zoológico / Ilógico / Logo sou / Zoológico / Ilogico / Logo sou / Logo sou a feros o zero a cidade / Logo sou a ferocidade”. Vocês se lembram? Eu sim eu não: zooilogicamente que sim-não. .”

Ronaldo Werneck

Cataguases, 1999





1971

programa
em revista

Ano II –1971

Revista mensal


6/1/71 a 14/2/71















ZOO (Gilberto Gil - Capinan)





1971

programa
em revista

Ano II – de 15/4 a 15/5 de 1971

Revista mensal - n° 14





























Vapor barato 




No hay comentarios:

Publicar un comentario