viernes, 27 de julio de 2012

1971 - TRANSA en concierto


"A gente começou a ensaiar em um parque durante a primavera. Fizemos um piquenique e começamos a tocar".

"Os arranjos eram coletivos. Caetano dava algumas ideias e cada um colocava sua parte do arranjo. Eu só dava uma limpeza final."
(Jards Macalé, 19/5/2012, Folha de S. Paulo)


"Voltei ao Brasil, e Mace ficou muito chateado comigo. Ele me pediu que eu ficasse mais um ano lá, já que 'Transa' era um disco bonito e o show que fizemos no Queen Elizabeth Hall tinha sido excelente", diz Caetano.

"Ele achava que naquele momento estava começando uma espécie de sucesso, como ele previa para mim. Mas preferi voltar ao Brasil. Ele ficou de mal. O disco foi lançado no Brasil pela Philips. Nunca em Londres".
(Caetano Veloso, 19/5/2012, Folha de S. Paulo)



© Foto de Antonio Guerreiro

 
Show TRANSA



Producción: Guilherme Araújo
Caetano Veloso: voz y guitarra
Moacyr Albuquerque: bajo
Áureo de Souza: batería
Tuti Moreno: batería y percusión
Jards Macalé: guitarra, voz, dirección musical y repertorio


1971 - Europa

Junio
Concierto de MPB
Zurich – Alemania
Teatro Experimental de Zurich

Agosto
Concierto de MPB
Londres – Inglaterra
British Council


2 de noviembre
Concierto de MPB
Londres - Inglaterra
Queen Elizabeth Hall and Student Center


14 de noviembre
Concierto de MPB
Paris - Francia
Palais de la Mutualité


1972 - Brasil

Febrero
Caetano Veloso em Concerto
São Paulo – SP
Tuca

Febrero
Caetano Veloso em Concerto
Rio de Janeiro – RJ
Teatro João Caetano

Marzo
Caetano Veloso em Concerto
Salvador – BA
Teatro Castro Alves

Marzo
Caetano Veloso em Concerto
Recife – PE
Estádio Geraldão



 
 1972 - Show Transa - Salvador, Bahia






 

 







Foto: Thereza Eugênia





Jornal Zero Hora
Juarez Fonseca: Caetano, Araújo, Lupicínio
Caetano Veloso volta ao palco no qual se apresentou pela primeira vez após retorno do exílio
06/04/2013
 
O músico baiano em foto de novembro de 1972
Foto: Galeno/Hipólito / Agencia RBS

O show de Caetano Veloso no Auditório Araújo Vianna, dia 25/4/2013 próximo, traz à tona antigas histórias. Ele retorna ao lugar em que se apresentou pela primeira vez em novembro de 1972, com o show da volta do exílio em Londres. Lá, o repertório básico era o do recém-lançado LP Transa, para muitos um de seus melhores discos. Tinha canções como You Don’t Know Me, It’s a Long Way, Mora na Filosofia e Triste Bahia, esta construída sobre um poema de Gregório de Matos (1636-1695), com algumas incrustações folclóricas. Pois 41 anos depois, Triste Bahia revive no show Abraçaço, que chega a Porto Alegre. Na estreia da turnê no Rio, duas semanas atrás, Caetano se espantou ao ver o público jovem entoando junto o refrão da música.

Outra canção daquele show era Volta, de Lupicínio Rodrigues. Antes de subir ao palco, Caetano manifestou à amiga Tânia Carvalho que queria conhecer Lupi. Ela se prontificou a fazer o meio de campo e o encontro ocorreu no bar Chão de Estrelas, onde atravessaram a madrugada cantando. Quase 20 anos depois, em 1991, Caetano lembraria daquela noite em uma entrevista à revista alternativa Bric a Brac, de Brasília:

Fui ouvi-lo cantar e ele cantou coisas lindas, sem acompanhamento nenhum. Aliás, foi uma noite fantástica. Era o show que fiz com batom vermelho. Já havia tido o show da Gal e eu brincava com essa imagem. Pintava a boca com batom vermelhíssimo, e o cabelo grandão. Ficava meio Gal. Saí do show para encontrar o Lupicínio. Fui com o batom vermelho. Usava um bolerinho de cetim, uma calça justíssima, bem baixa, uns tamancos.

Lupi teria manifestado estranheza com o “modelito”?

Nada disso, não teve nenhum clima de choque ou de espanto. Ficou na dele. Cheguei e disse: “Estou chegando do show e nem tive tempo de ir ao hotel”. Ele abriu os braços, “oh, Caetano, que alegria, sente aqui”. Muito doce. Fiquei impressionado com o estilo dele.

Menos de dois anos depois Caetano gravaria Felicidade, uma das marcas da recuperação histórica de Lupicínio, lançada com sucesso nacional poucos dias antes de sua morte, em 27 de agosto de 1974.

O Araújo que o receberá agora é completamente diferente do antigo auditório ao ar livre. Mas o show poderá ter bons momentos de evocação.

 


No hay comentarios:

Publicar un comentario