domingo, 23 de septiembre de 2018

2010 - NOEL ROSA – POETA DA VILA E DO POVO


O documentário "Noel Rosa, Poeta da Vila e do Povo" teve origem na série de mesmo nome, exibida na TV Brasil em 2010, ano do centenário do cantor.




Noel Rosa, Poeta da Vila e do Povo - uma reportagem musical

GILBERTO CRUVINEL

Redação da TV Brasil
Publicado em 13/12/2010

Série de cinco episódios é narrada por Martinho da Vila e dirigida por Dacio Malta



“Noel Rosa – Poeta da Vila e do Povo” é o especial de final de ano que a TV Brasil vai exibir de 27 a 31 de dezembro em comemoração ao centenário de nascimento de um dos mais importantes compositores brasileiros. Com uma carreira de apenas sete anos, Noel deixou 227 músicas de extraordinária qualidade, sendo algumas obras primas – sucessos até os dias de hoje.

A reportagem musical, narrada por Martinho da Vila e dirigida por Dacio Malta, tem cinco episódios de 26 minutos.

Foram entrevistados 17 artistas, pesquisadores, cineastas, músicos e professores, além de outros nove depoimentos e apresentadas 46 músicas com Zé Renato e Mariana Baltar, e mais Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Caetano Veloso, Mart’nália, João Bosco, Paulinho da Viola, Dona Canô – sem falar nas interpretações de arquivo de Braguinha, Aracy de Almeida, Marilia Baptista, Silvio Caldas e Ismael Silva, entre outros.

Já Dacio Malta, diretor geral de ‘NOEL ROSA – POETA DA VILA E DO POVO’, filmou em seis semanas o trabalho de pesquisa que durou 20 meses: “Foi bom esse período de amadurecimento”. Foram mais de 60 horas de gravações, além das pesquisas nos arquivos da TV Brasil, TV Cultura, TV Globo, Cinemateca Brasileira, Museu da Imagem e do Som, Biblioteca Nacional e FAAP (Fundação de Artes Alves Penteado), para que fossem selecionadas as 2h10m de imagens  - a duração total da reportagem.

Em cada episódio, uma personalidade homenageará Noel, com versos de improviso para o samba ‘De Babado’ – o partido alto do poeta. No primeiro, a homenagem será feita por Moacyr Luz e Gabriel da Muda, no Samba do Trabalhador – no Clube Renascença, seguido de Roberta Sá, Monarco, Zeca Pagodinho e Omar Jubran.

Das 46 musicas apresentadas, oito são paródias – uma faceta de Noel pouco conhecida do público.

Assim como Carlos Didier e João Maximo fizeram uma biografia definitiva sobre Noel, Almir Chediak editou três songbooks publicando as principais partituras do ‘Filósofo do Samba’, e Omar Joubran reuniu as 227 gravações originais da obra de Noel, o programa ‘NOEL ROSA – POETA DA VILA E DO POVO’ pretende consolidar, no audiovisual, a trajetória e obra de Noel Rosa também de forma definitiva.


Os cinco episódios:


- O primeiro vai tratar do nascimento, da juventude em Vila Isabel, do primeiro sucesso, o principal parceiro e a escolha de Aracy de Almeida como intérprete:


1. Com que Roupa – Caetano Veloso e Zeca Pagodinho
2. Para me Livrar do Mal – Ismael Silva
3. Positivismo – Mariana Baltar
4. Filosofia – Mart’nália
5. Seu Riso de Criança – Aracy de Almeida

- O segundo episodio é dedicado ao humor, as paródias e ao carnaval:
1. As Pastorinhas – Braguinha
2. A-E-I-O-U – Silvio Caldas
3. Pierrot Apaixonado – Zé Renato
4. Até Amanhã – Zé Renato e Mariana Baltar
5. O Orvalho vem Caindo – Zé Renato e Mariana Baltar
6. Conversa de Botequim – Doris Monteiro e Zé Renato

As paródias:
7. Barbeiro de Servilha – Max Nunes
8. O morto de fome – Henrique Cazes

E mais a opereta radiofônica que Noel escreveu sobre o ‘Ladrão de Galinha’:
9. O Galo – Rômulo Gomes
10. O Comissário – José Antonio Nonato
11. Genoveva, Dona do Galinheiro – Mariana Baltar
12. Diogo, o Ladrão – Zé Renato

- O terceiro programa cuida especialmente das mulheres: a esposa Lindaura, e as musas Clara, Fina, Julinha e Ceci:
1. Mulher indigesta – Zé Renato
2. Prazer em Conhecê-lo – Zé Renato
3. Três Apitos – Chico Buarque e Zé Renato
4. Cor de Cinza – Zé Renato
5. Você vai se Quiser – João Nogueira
6. Pra que Mentir – Paulinho da Viola

- O quarto episódio é dedicado ao samba, além da polêmica que Noel travou com Wilson Batista, e mais a disputa de melhor intérprete de Noel entre Aracy de Almeida e Marília Baptista
1. Lenço no pescoço – Cristina Buarque de Holanda
2. Rapaz Folgado – Aracy de Almeida
3. Mocinho da Vila – Cristina Buarque de Holanda
4. Feitiço da Vila – Mariana Baltar
5. Conversa Fiada – Cristina Buarque de Holanda
6. Palpite Infeliz – Mariana Baltar
7. Frankstein da Vila – Cristina Buarque de Holanda
8. Deixa de ser Convencida – Cristina Buarque de Holanda
9. Quando o Samba Acabou – Marília Baptisa, Alaíde Costa, Mauro Senise e Gilson Peranzzetta
10. X do Problema – Angela Rô Rô
11. Feitio de Oração – Aracy de Almeida
12. Cem Mil Réis – Marília Baptista e Luita

- O último episódio cuida da tuberculose, da morte e do legado de Noel:
1. Não tem Tradução – Caetano Veloso e Zé Renato
2. Pela Décima Vez – Zé Renato
3. Ultimo Desejo – Dona Canô
4. Fita Amarela – Zé Renato (com intervenções de Martinho da Vila)
5. Samba Enredo da Vila Isabel de 2010, ‘Noel – A Presença do Poeta da Vila’, de autoria de Martinho da Vila.

No ultimo programa, há ainda uma música incidental, ‘Neste Mesmo Lugar‘, de Armando Cavalcanti e Klecius Caldas, nos versos:

“Por uma ironia cruel
Alguém começou a cantar
Um samba canção de Noel
Que viu nosso amor começar…”



02/12/2013

Filme de Noel Rosa é destaque de Dácio Malta
Jornalista cria novo filme sobre Noel Rosa e ganha lançamento no dia do samba

Da Redação
Os Paparazzi

O grande compositor da música "Com que Roupa?", o carioca Noel Rosa, é tema do filme "Noel Rosa, Poeta da Vila e do Povo". O novo filme de Noel Rosa foi exibido em série pela TV Brasil e chega à versão DVD. O filme do jornalista Dácio Malta traz um apanhado de reportagens musicais do maior sambista brasileiro. O lançamento do DVD ainda comemora o sexto ano da emissora pública EBC.

A livraria Folha Seca, no centro do Rio de Janeiro, traz com exclusividade o novo DVD de Noel Rosa em um grande lançamento que acontece no Dia Nacional do Samba, 2 de dezembro. "Noel Rosa, Poeta da Vila e do Povo", coproduzido pela TV Brasil e pela produtora Cinemar, traz Mariana Baltar na canção de abertura. 

O filme é dividido em cinco partes: "O Nascimento do Poeta", "O Carnaval e o Humor", "As Paixões e as Musas", "A Polêmica e as Intérpretes" e "A Morte o Legado".


Filme sobre Noel Rosa marca o Dia Nacional do Samba






Zé Renato e Mariana Baltar


Cinema Documentário

NOEL ROSA – POETA DA VILA E DO POVO
Dacio Malta – 2010 – 130 min – VOSTF

Roteiro: Dacio Malta
Fotografia: Antonio Luiz Mendes, Rogério Reis
Grafismo: Alexandre Murucci, Rudá Pin
Cenário: Marcelo Taranto
Música: Zé Renato
Canto: Mariana Baltar
Produtor executivo: Roberto Faissal
Com: Martinho da Vila (narrador)
Elenco: Martinho da Vila, Zé Renato, Mariana Baltar, Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Caetano Veloso, João Bosco, Paulinho da Viola

  
Sinopse

Documentário musical feito em homenagem aos 100 anos de Noel Rosa, um dos mais importantes compositores do Brasil que, embora tenha vivido somente até os 26 anos, deixou ao público um grande número de obras extraordinárias. Noel Rosa compôs 227 músicas, das quais a maioria tornaram-se sucesso.

O documentário apresenta em cinco momentos cerca de 50 sambas de Noel interpretados por Aracy de Almeida, Marília Batista, Silvio Caldas, Braguinha, Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Caetano Veloso e outros; e entrevistas com artistas, pesquisadores e estudiosos da sua obra.






Dona Canô no Especial Noel Rosa




2018 - Programa ALTAS HORAS


25/5/2018

Serginho Groisman lança novo quadro no ‘Altas Horas’


Agosto de 2018, Caetano gravando na Rede Globo para o quadro “Linha do Tempo" no Altas Horas. 





DARYAN DORNELLES - Fotógrafos




FOTÓGRAFO DARYAN DORNELLES RECEBE FAMOSOS PARA LANÇAMENTO DE LIVRO

Profissional contou com nomes como Ney Matogrosso, Mr. Catra, Ava Rocha e Rodrigo Santos em noite de autógrafos de 'Retratos Sonoros'

05/08/2014

POR CAROLINA PRATES
FOTOS: MIGUEL SÁ E REPRODUÇÃO/DARYAN DORNELLES


Capa do livro "Retratos Sonoros" de Daryan Dornelles, lançado pela Sonora Editora Crédito: Divulgação




O fotógrafo Daryan Dornelles lançou, na noite da última quinta-feira (3/8), seu mais novo projeto: o libro Retratos Sonoros, que traz imagens requintadas de diversos músicos brasileiros.

O evento, que contou com noite de autógrafos, lotou a Livraria da Travessa, no shopping Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro. A obra, resultado uma coletânea de trabalhos que Daryan realizou para muitos artistas e bandas, atraiu diversos rostos conhecidos do público, que foram prestigiar a noite do profissional.

Nomes com Ney Matogrosso, Mr. Catra, Ava Rocha (filha do cineasta Glauber Rocha) e Rodrigo Santos (baixista da banda Barão Vermelho), Márcia Castro e Alice Caymmi (neta de Dorival Caymmi) entre outros, estiveram por lá para garantir a sua cópia do livro.

O designer e namorado da atriz Camila Morgado, Luiz Stein, também marcou presença, assim como Renata Dias Gomes, do Marketing de QUEM e Customizadas, e a Diretora de Arte de Marie Claire, Miriam Bertold.

Retratos Sonoros traz nomes consagrados da música brasileira, tanto veteranos como da nova geração. "Acabou virando um projeto para reunir meus trabalhos e levou dez anos para ser realizado", explicou Dornelles, que já conta com mais de 18 anos de carreira e é colaborador assíduo da revista Marie Claire, da Editora Globo.

Amigo de longa data, o cantor Ney Matogrosso estava feliz com o sucesso do evento. “Conheço o Daryan há muito tempo, já fizemos muitos trabalhos, inclusive a foto da Rolling Stones que está no livro”, contou, referindo-se à edição de dezembro do ano passado da edição brasileira da revista, em que aparece na capa sem camisa. O funkeiro Mr. Catra também ficou lisonjeado de participar da seleção: "Obrigado por fazer parte deste livro. Muito bom rever meus amigos”, agradeceu o funkeiro em seu Instagram após o lançamento.


Hildon e Mr. Catra - Foto: Miguel Sá


Com suas fotos estampadas em mais de 150 capas de revistas e cerca de cem discos, Daryan é formado em cinema pela UFF (Universidade Federal Fluminense) e conhecido por utilizar pouco cenário e quase nenhum figurino em suas fotos. "As imagens mostram a minha visão destas pessoas", explicou.


 
Maria Gadú e Caetano Veloso em 'Retratos Sonoros'
Foto: Reprodução/Daryan Dornelles


Caetano Veloso em página do livro "Retratos Sonoros"
Crédito: Daryan Dornelles











Caetano Veloso, Banda Cê e Nina Becker






sábado, 22 de septiembre de 2018

1997 - SANTO AMARO / JOÃO GILBERTO / SAMPA / TROPICALISMO // VERDADE TROPICAL



















 


                                                              Foto: Paulo Giandalia/Folha Imagem








  
 
 
 
 










                                        2/11/1997 - Foto: Xando Pereira/Folhapress
 




                                                      2/11/1997 - Foto: Xando Pereira/Folhapress





                                                      
2/11/1997 - Foto: Xando Pereira/Folhapress


Minha Daia, Caetano e Maria Bethânia

Caetano e Maria Bethânia


Seu Zeca, Dona Canô, Nicinha, Caetano, Maria Bethânia e Minha Daia


2/11/1997 - Foto: Xando Pereira/Folhapress