domingo, 29 de abril de 2018

2018 - OFERTÓRIO - CAETANO MORENO ZECA TOM VELOSO




28 de abril de 2018

No Fantástico, Caetano Veloso lembra de um dos momentos mais difíceis da sua carreira, 50 anos depois


O cantor com Moreno, Zeca, Tom e Tadeu Schmidt - Foto: Felipe Martini / Globo


1968 não foi um ano qualquer. No chamado “ano que não terminou”, nem a arte foi poupada.

Na época, Caetano Veloso foi intensamente vaiado pela plateia ao cantar ‘É Proibido Proibir’, uma música que evocava um dos gritos da juventude que havia virado Paris de cabeça para baixo em maio de 1968, no Festival Internacional da Canção.

Imagem: Divulgação / Globo

Ali, ele parou de cantar para fazer um discurso histórico. Cinquenta anos depois, o repórter Marcelo Canellas leva Caetano de volta ao Teatro TUCA, em São Paulo, para repercutir esse momento singular da história dos festivais de música do Brasil e o convida a cantar novamente “É Proibido Proibir” no palco do programa, acompanhado pelos filhos Moreno, Zeca e Tom.

“Essa geração de 68 pretendia transformar o nosso país. E a gente vive hoje as mesmas dificuldades do ponto de vista da desigualdade, da concentração de terras, da concentração de renda”, compara o cantor.

A matéria e o musical vão ao ar no ‘Fantástico’ deste domingo, dia 29/4.


Crédito: facebook


Foto: Felipe Martini / Globo

6/5/2018


SHOW COM MORENO, ZECA E TOM


Caetano Veloso e os filhos Moreno, Zeca e Tom estão em turnê com o show Ofertório
Eles têm lotado as apresentações em todo o país. 
Inclusive, a canção Todo Homem, tema de abertura da série global Onde Nascem os Fortes, é de Zeca Veloso, e está no espetáculo. Em sua rede social, Caetano compartilha momentos do show e dos bastidores.



No hay comentarios:

Publicar un comentario