miércoles, 27 de diciembre de 2017

2017 - TODO HOMEM


"Zeca, que sempre adorou música, justo quando achava que não havia para si mesmo um caminho nessa atividade, compôs um grupo de canções comoventes. Ao ouvir uma delas, Djavan exigiu que ele a mostrasse em público. Ele resistiu mas nesse show finalmente obedecerá a Djavan." 
[Caetano Veloso, 11 de agosto de 2017, O GLOBO]





Letra e música: Zeca Veloso

O sol, manhã de flor e sal
E areia no batom

Farol, saudades no varal
Vermelho, azul, marrom

Eu sou cordão umbilical
Pra mim nunca tá bom

E o sol queimando o meu jornal
Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu, espuma de maçã
Barriga, dois irmãos

O meu cabelo, negra lã
Nariz, e rosto, e mãos

O mel, a prata, o ouro e a rã
Cabeça e coração

E o céu se abre de manhã
Me abrigo em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe



2017 – CAETANO MORENO ZECA TOM VELOSO
TODO HOMEM
Gravado ao vivo no Theatro Net - São Paulo em 27 de outubro de 2017
Álbum "Ofertório"
Single [Plataformas digitais, 21/12/2017]

Voz e piano: Zeca Veloso
Voz e violão: Caetano Veloso
Baixo: Tom Veloso
Violão: Moreno Veloso








2018 - CAETANO VELOSO / MORENO VELOSO / ZECA VELOSO / TOM VELOSO
Álbum “Ofertório – ao vivo”
CAETANO MORENO ZECA TOM VELOSO
Gravado no Theatro NET São Paulo no dia 27 de outubro de 2017
Uns Produções Artísticas Ltda., sob licença exclusiva de Universal Music International
CD 060256745907, Track 3. │ DVD 060256745963, Track 4.



27/10/2017 - Zeca, Caetano, Moreno e Tom Veloso
Foto: Alexandre Eça


27/10/2017 - Theatro Net - SP


Vídeo Clipe
Direção Artística: Miguel Cariello
Coordenação Artística: Igor Alarcon, Marina Furtado, Patricia Aidas e Clarice Carrilho
Label Manager: Tatiana Alves
Produzido por Caetano Veloso, Moreno Veloso, Tom Veloso e Zeca Veloso
Direção de áudio: Caetano Veloso, Moreno Veloso, Tom Veloso, Zeca Veloso e Daniel Carvalho
Direção de vídeo: Fernando Young, Henrique Alqualo e Paula Lavigne
Produtor de vídeo: Fernando Young, Henrique Alqualo e Paula Lavigne
(c) 2017 Uns Produções Artisticas Ltda / Universal Music International





11/11/2017 - Programa "Altas Horas"







Zeca Veloso, o filho de Caetano que vem à luz

18/12/2017 - O músico Zeca Veloso, filho de Caetano
Foto: Fernando Lemos / Agência O Globo 

















Da Redação
21/12/2017

Clipe de Todo Homem, parceria de Caetano Veloso com os filhos, é lançado
Registro é um dos mais emocionantes da turnê, que passa por Salvador em janeiro





Foi lançado nesta quinta-feira (21), o single e o clipe de Todo Homem, primeira música de trabalho do álbum Ofertório, que Caetano Veloso lançará em 2018, em parceria com os filhos.

A música Todo Homem, um dos momentos mais emocionantes da turnê que o artista vem apresentando ao lado da família, é uma composição de Zeca Veloso, 25 anos, o estreante do grupo na inspirada seara de cantautor. "Ele, que sempre adorou música, justo quando achava que não havia para si mesmo um caminho nessa atividade, compôs um grupo de canções comoventes”, comentou Caetano.

O concerto Caetano Moreno Zeca Tom Veloso foi gravado ao vivo, em outubro de 2017, no Theatro Net São Paulo, e será lançado em CD, DVD e álbum digital em março de 2018, intitulado Ofertório.

Salvador recebe o show da turnê no dia 13 de janeiro, na Concha Acústica do TCA.



O GLOBO

ANCELMO GOIS

29/12/2017

Música de filho de Caetano Veloso bate 'Vai, malandra', de Anitta, no Spotify




“Todo homem”, de Zeca Veloso, filho de Caetano e Paula Lavigne, ultrapassou, pelo menos, no Spotify brasileiro “Vai, malandra”, de Anitta, e conquistou o primeiro lugar no “Top 50 Viral” — composto pelas músicas mais procuradas e compartilhadas no aplicativo na semana. É aquela que diz: “Todo homem precisa de uma mãe”. Fofo.

No Youtube, a história é diferente. “Vai, malandra” tem 70 milhões de visualizações. E “Todo homem”, 588 mil. As duas foram lançadas semana passada.





25/2/2018 - Jornal O GLOBO - Suplemento



Luiza Sobral,  Zeca Veloso,  Zellêzinha, Enzo Celulari e Daniel Peres Chor


Conheça os jovens talentos que estão mudando setores como a moda e o entretenimento

Inovadores e inquietos, profissionais com menos de 30 anos injetam a dose necessária de otimismo

POR LUIZA BARROS
25/02/2018


Da esquerda superior, em sentido horário: Luiza Sobral, Daniel Peres Chor, Enzo Celulari, Lellêzinha e Zeca Veloso – Foto: Daryan Dornelles

Zeca Veloso: filho de Caetano emplacou o hit 'Todo homem' Foto: Daryan Dornelles


ZECA VELOSO

Ser um filho de famoso doido para se autoafirmar não é um clichê do qual sofre Zeca. O rapaz, que tem como pais Caetano Veloso e Paula Lavigne, prefere a humildade, mesmo após ter criado um hit, a balada “Todo homem”. O talento foi revelado durante uma turnê ao lado do pai e dos irmãos, que ele descreve como sua “primeira experiência profissional”.

Não acho que tinha outro caminho (além de ser compositor). Talvez seja o que eu faça de melhor, mesmo não sendo muito habilidoso.






1995
ZECA VELOSO
3 anos



 



jueves, 14 de diciembre de 2017

2017 - TROFÉU MÁRIO LAGO



Foto: Divulgação / TV Globo

Para encerrar o ano, Fausto Silva prepara uma bela homenagem para Caetano Veloso no Domingão do Faustão, com o Troféu Mário Lago.

O programa foi gravado no último dia 25 de novembro.

Tradicionalmente, a entrega do prêmio fica por conta de quem o recebeu no ano anterior, dessa vez, os atores Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça.

Esta será a terceira vez que um cantor será o grande homenageado do programa – Gilberto Gil (2008) e Roberto Carlos (2012) já receberam o troféu. 

O Troféu Mário Lago, conhecido no ano de estreia (2001) como Conjunto da Obra foi entregue ao compositor, radialista e ator Mário Lago, é dado para personalidades que se destacaram ao longo de sua carreira, como atores e cantores.

Segundo Fausto Silva, as principais referências para receber o prêmio são, além de uma carreira profissional de sucesso, versatilidade, dignidade e cumpridor de seu papel de cidadão.

Até 2007, o prêmio era entregue no último domingo de cada ano junto com a entrega do prêmio Melhores do Ano no Domingão do Faustão (atualmente é entregue no mês de dezembro de cada ano), apresentado por Fausto Silva.





Caetano Veloso e Anitta posam nos bastidores do "Domingão do Faustão"
Imagem: Reprodução/Instagram/unsproduções


Foto: Marcelo Justo / TV Globo




Área Vip

Televisão

Caetano Veloso recebe o Troféu Mário Lago, no ‘Domingão’

Por Wandreza Fernandes
27 de dezembro de 2017


Já faz 75 anos que um menino, o quinto de sete irmãos, nascia em Santo Amaro da Purificação, no recôncavo baiano. Caetano Emanuel Viana Teles Veloso é seu nome de batismo, mas, com o passar dos anos, ele virou apenas Caetano Veloso para todo um país. Em seus 50 anos de carreira, o cantor e compositor criou muitas das mais importantes canções da Música Popular Brasileira, sendo um de nossos talentos mais reconhecidos mundo afora. Isso sem falar de seu envolvimento e luta pela democracia.

Por isso e muito mais, Caê é o homenageado do ‘Troféu Mário Lago’ 2017, no ‘Domingão do Faustão’, no dia 31.

Em um trabalho de apuração bastante cuidadoso, a equipe de Fausto Silva buscou informações e lembranças que o grande público não tinha conhecimento. Assim acontece com o depoimento de Dó Natividade, a primeira namoradinha de Caetano. “Quanto mais velho, mais gostoso ele fica”, declara a senhora, em Santo Amaro (BA).

Quatro anos mais nova que o cantor, Maria Bethânia admite a saudade que sente de quando eles estavam com Gilberto Gil e Gal Costa formando os Doces Bárbaros, na década de 1970. Ela aproveita, então, e faz um convite: “Eu tinha vontade que estivéssemos os quatro cantando na Mangueira”, propõe a irmã do homenageado.

Outra irmã de Caetano, Irene, mostra algo que ela guarda há muitos anos: o papel em que ele escreveu um poema para ela, quando estava preso, durante a ditadura. “Me emocionei quando Irene mostrou a letra que escrevi pra ela”, comentou Caetano, ainda extasiado.

Mais um depoimento surpreendente é o de Gal Costa. “Conheci o Caetano nos anos 1960, na Bahia. Ele falou no livro dele que havia um clima entre nós e havia mesmo. Nessa fase, rolou um clima realmente grande, mas a gente nunca transou. Ele era marido da Dedé, ela ia me bater”, relembra a cantora.

Ao lado de Gil, Caetano viveu um de seus períodos mais críticos: a prisão. “Para o Gil, a prisão serviu para dar uma lição importante, ele era gordo, comia com voracidade. E lá ele começou a meditar mesmo sem ter estudado. Pra mim, não serviu pra nada. Eu saí deprimido”, lembra.

Entre tantas histórias vividas e ali relembradas, Caetano Veloso tem a oportunidade de cantar alguns de seus grandes sucessos com a orquestra do ‘Domingão’ e também ao lado dos filhos, Tom, Moreno e Zeca. Os homenageados em 2016 pelo Troféu Mário Lago, Mauro Mendonça e Rosamaria Murtinho, sobem ao palco para entregar a Caetano mais este reconhecimento.

Ainda no programa deste domingo, Rodrigo Bocardi e Chico Pinheiro enfrentam Ana Paula Araújo e Glória Maria no ‘Ding Dong’, que terá a participação de grandes artistas da música brasileira, de contemporâneos de Caetano até a artistas que se destacaram neste ano.

Apresentado por Fausto Silva, o ‘Domingão do Faustão’ tem direção geral de Henrique Matias e direção artística de Jayme Praça.



DOMINGÃO DO FAUSTÃO
Caetano Veloso recebe o 'Troféu Mário Lago 2017' no palco do 'Domingão'

O cantor e compositor recebeu a honraria das mãos do casal Mauro Mendonça e Rosamaria Murtinho, que foram os homenageados em 2016




Por Gshow, Rio de Janeiro
31/12/2017

Segura, coração! O Domingão do Faustão prestou uma homenagem mais do que merecida a Caetano Veloso, que foi premiado com o Troféu Mário Lago. Com mais de 52 anos de carreira, o cantor e compositor tem mais de 600 composições, mais de 80 discos, 3 DVDs, mais de 50 trilhas de novelas e 120 de filmes, além de 18 Grammys Latinos e 1 Grammy Award. O artista recebeu o prêmio neste domingo, 31/12, das mãos do casal Mauro Mendonça e Rosamaria Murtinho, que venceram em 2016.


A premiação é dada a figuras relevantes para a vida cultural do país e que se destacam pelo conjunto da obra em toda sua carreira. Nomes como Fernanda Montenegro, Roberto Carlos e Regina Duarte foram alguns dos que levaram a honra nos 14 anos de prêmio.


Faustão chama Caetano Veloso ao palco para receber o Troféu Mário Lago - Reprodução TV Globo/Divulgação)


Caetano Veloso canta "Alegria, Alegria" - Reprodução TV Globo/Divulgação)


Após cantar "Alegria, Alegria", Caetano falou sobre sua infância e adolescência.

"Fiquei em Santo Amaro da Purificação até quase os 18. Depois, passei um ano no Rio, em Guadalupe, e voltei para Santo Amaro. Só fui para Salvador em 1960", contou.


Na sequência, o cantor e compositor assistiu ao depoimento de Dó Natividade, sua primeira namorada.

"Todas as meninas queriam o Caetano e a poderosa era eu. Você continua o mesmo, igual a vinho, quanto mais velho, mais gostoso", contou Dó.


Caetano Veloso assiste a depoimento de sua primeira namorada

Quem também deixou recado foram os irmãos de Caetano: Irene, Mabel, Roberto e Rodrigo.

O cantor elogiou a criação que ele e seus irmãos tiveram. "Meu pai era muito firme, mas muito cordato e calmo, muito inteligente, e nos orientou muito bem. Tenho muito orgulho do modo como nosso pai nos criou."


Caetano Veloso se emociona com depoimentos da familia



Na sequência, foi a vez de Maria Bethânia.

A cantora contou que tem sentido muitas saudades dos Doces Bárbarose revelou a vontade de reunir o quarteto para shows em benefício da escola de samba carioca Mangueira.

"Minha vontade é que estivéssemos os quatro cantando o samba-enredo. Estou fazendo esse convite publicamente, não falei com ele, não." (Maria Bethânia)


Maria Bethânia faz convite público a Caetano Veloso



Gal Costa, que também integrou os Doces Bárbaros, fez outra revelação:

"Havia sempre um clima entre a gente. Um clima sensual entre nós dois, além da música." (Gal Costa)


Gal Costa revela clima que viveu com Caetano Veloso


Segundo a cantora, a música "Da Maior Importância" foi composta no período em que rolava esse clima - Gal, no entanto, era amiga da primeira mulher de Caetano, Dedé Gadelha, e, por isso, a relação nunca foi adiante. "Ele era marido de Dedé, Dedé ia me bater”, brincou Gal.



Na sequência, foi a vez do depoimento de Perfeito Fortuna, preso político que dividiu a mesma cela de Caetano.

Perfeito Fortuna relembra momentos difíceis na prisão com Caetano Veloso

Gilberto Gil também marcou presença.

Segundo o cantor, Caetano é um "mestre" para ele. Os dois foram exilados juntos em Londres. "Caetano tem sido uma pessoa fundamental na minha vida. Eu não seria o artista que sou se não tivesse me encontrado com ele e se não tivesse aproveitado aquela fertilidade extraordinária que a terra dele oferece à gente e plantado minhas plantinhas ali", agradeceu.

"Costumo dizer que ele é o irmão que eu não tive. Tenho alguns irmãos assim no mundo, ele é o primeiro." (Gilberto Gil)

Gilberto Gil se emociona ao falar do amigo Caetano Veloso


Depois de tantas mensagens, foi a vez de Caetano cantar os sucessos "London London" e "Você É Linda".


Caetano Veloso emociona com 'London London'


 
Caetano Veloso canta 'Você é Linda'


Djavan, Ivete Sangalo, Luan Santana, Anitta e Nelson Motta também fizeram questão de prestar suas homenagens.


Colegas artistas homenageiam Caetano Veloso


Para completar a festa, foi a vez da participação dos filhos - Tom, Zeca e Moreno - e de Paula Lavigne.


Caetano Veloso canta 'Força Estranha' acompanhado dos filhos
Paula elogiou o artista: "Escolhi o melhor pai do mundo para os meus filhos. Ele é um pouco submisso, faz tudo o que os filhos querem e os filhos são a coisa mais importante da vida dele", contou ela, completando que Caetano ia a todas as reuniões de pais na escola e que partiu dele mesmo a ideia de fazer um show em família.


Paula Lavigne fala da relação de Caetano com os filhos



Caetano Veloso canta 'Todo Homem' com seus filhos



Depois de tanta emoção, veio a hora de Caetano receber o Troféu Mário Lago das mãos de Mauro Mendonça e Rosamaria Murtinho.


Caetano Veloso recebe o Troféu Mário Lago


E, para finalizar, nada melhor que música, né? O cantor arrasou com "Ai Que Saudades da Amélia", "É Hoje" e "Sozinho".

 
Caetano homenageia Mário Lago cantando 'Ai que Saudades da Amélia'

Caetano canta 'É Hoje' e é aplaudido de pé pela plateia


Caetano Veloso encerra cantando 'Sozinho'




01/01/2018 

Caetano Veloso revela emoção após receber Troféu Mário Lago

Músico revela nos bastidores do 'Domingão do Faustão' como
se imagina daqui 50 anos


Caetano Veloso revela emoção por receber o prêmio Mário Lago

Nos bastidores do programa, o cantor falou da emoção de receber o troféu e contou como se imagina nos próximos anos de carreira.



"Espero que sejam melhores do que esses anos que estamos passando agora. Especificamente agora" 

(Caetano Veloso)



Por “caráter e dignidade”, Caetano Veloso é premiado na Globo – 31/12/2017

31 de dezembro de 2017

Do UOL, em São Paulo


Por "caráter e dignidade", Caetano Veloso é premiado na Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo


O músico Caetano Veloso recebeu o troféu Mário Lago 2017, prêmio que consiste na homenagem a uma determinada personalidade que se destaca a cada ano, durante o “Domingão do Faustão”, da Globo, neste domingo (31).

Segundo o apresentador Fausto Silva, Caetano foi merecedor do prêmio por seu “caráter e dignidade”. Ele recebeu o troféu das mãos de Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça, vencedores da edição anterior.



Mauro Mendonça e Rosamaria comentam emoção de entregar Troféu Mário Lago a Caetano Veloso

“Caetano nunca teve medo de ir por todos os caminhos, dentro da música, dentro da política, dentro do comportamento da cidadania. Você pode não concordar [com ele], mas tem que respeitar pela inteligência, pela ousadia, pela atitude”, discursou Faustão.

“Por isso, e especialmente por esse detalhe, pela dignidade, caráter e personalidade é que Caetano Veloso merece o troféu Mário Lago”, completou o apresentador.

Durante a atração, Caetano Veloso assistiu a imagens de sua cidade natal, Santo Amaro (BA), a depoimentos de amigos, como Gilberto Gil e Gal Costa, e relembrou o tempo em que ficou preso durante a ditadura militar.