jueves, 22 de septiembre de 2016

1982 - SINA


“Em 81 quando ele (Caetano) estava gravando “Cores, Nomes”, ele me pediu uma música. Eu fiz “Sina” e tive a ideia de verbalizar o nome dele, demonstrando o meu amor, a minha admiração”.



Letra e música: Djavan 
©1982 Luanda Edições Musicais

Pai e mãe
Ouro de mina
Coração
Desejo e sina
Tudo mais
Pura rotina
Jazz...

Tocarei seu nome
Pra poder
Falar de amor
Minha princesa
Art nouveau
Da natureza
Tudo mais
Pura beleza
Jazz...

A luz de um grande prazer
É irremediável néon
Quando o grito do prazer
Açoitar o ar
Reveillon...

O luar
Estrela do mar
O sol e o dom
Quiçá um dia
A fúria
Desse front
Virá
Lapidar o sonho
Até gerar o som
Como querer
Caetanear
O que há de bom.



Caetanear: "compor como Caetano".



 

 
1982
Álbum "Luz"
Gravado e mixado no Studio Yamaha em Los Angeles / USA, no período de 19 de julho a 20 de agosto de 1982
 








Djavan e Caetano Veloso “Sina”
TV Globo, 1983





Especial Djavan - Um Facho de Luz
1983


Em 6/5/83, foi ao ar pela TV Globo o especial "Djavan - Um Facho de Luz", com direção geral de Aloysio Legey.

Caetano Veloso estava na platéia e não era um dos convidados previstos no roteiro. Mas a convite de Djavan, o baiano - em super forma física - acabou subindo ao palco e fazendo com ele um dueto em "Sina".

"Um Facho de Luz" teve roteiro de Luiz Carlos Maciel, Maria Carmem Barbosa e Euclydes Marinho, direção de José Carlos Pieri, direção geral de Aloysio Legey, produção de Cícero Araújo, cenários de Marcos Flaksman, figurinos de Wandick Lorette, edição de Michel Cristian e direção de imagem de Maurício Nunes e José Carlos Pieri. O próprio Djavan fez a produção musical.
 

No hay comentarios:

Publicar un comentario