jueves, 6 de septiembre de 2012

1993 - HAITI





“Aqui, como em 'O Cu do Mundo', aparece uma visão da sociedade brasileira como mera degradação da condição humana. Claro que essas cenas de pesadelo surgem em mim num contexto de permanente preocupação com a idéia de Brasil. Tenho repetido que gostaria de que compositores e cineastas brasileiros precisassem cada vez menos tomar o Brasil como tema principal. Sempre que penso isso, as canções de letras mais pessimistas me parecem mais desculpáveis do que as outras. No caso de 'Haiti', acho que a abordagem da forma 'rap' em diapasão diferente, a força das imagens, o pioneirismo de explicitar a não-aceitação do massacre dos 111 presos do Carandiru, em suma, o fato de eu ter me antecipado aos melhores músicos e poetas do hip-hop nacional que vieram a atuar nos anos 90 são razões para eu gostar especialmente dessa composição. Ela foi feita para ser cantada com Gil no disco Tropicália 2 e inspirada por situação vivida numa festa do Olodum no Pelourinho. Fiz toda a letra e a música do refrão, inclusive a relação tonal entre o refrão e a harmonia que acompanha as estrofes. Gil criou o 'riff' de violão que vai sob as palavras.”
[Caetano Veloso, 2003, Sobre as letras, pág. 42]



Música: Gilberto Gil y Caetano Veloso
Letra: Caetano Veloso
© 1993 Gegê Produções Artísticas Ltda. / Uns Produções Artísticas Ltda.

Quando você for convidado pra subir no adro
Da Fundação Casa de Jorge Amado
Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos
E outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos
(E são quase todos pretos)
E aos quase brancos pobres como pretos
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque, um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados
De escola secundária em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula
Não importa nada
Nem o traço do sobrado, nem a lente do Fantástico
Nem o disco de Paul Simon
Ninguém, ninguém é cidadão
Se você for ver a festa do Pelô
E se você não for
Pense no Haiti
Reze pelo Haiti
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui

E na TV se você vir um deputado
Em pânico mal dissimulado
Diante de qualquer, mas qualquer mesmo
Qualquer qualquer
Plano de educação que pareça fácil
Que pareça fácil e rápido
E vá representar uma ameaça de democratização
Do ensino de primeiro grau
E se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital
E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
E nenhum no marginal
E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
Notar um homem mijando na esquina da rua
Sobre um saco brilhante de lixo do Leblon
E quando ouvir o silêncio sorridente de São Paulo
Diante da chacina: 111 presos indefesos
Mas presos são quase todos pretos
Ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres
E pobres são como podres
E todos sabem como se tratam os pretos
E quando você for dar uma volta no Caribe
E quando for trepar sem camisinha
E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba
Pense no Haiti
Reze pelo Haiti
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui


1993 - CAETANO VELOSO e GILBERTO GIL 
6475 8052 / 4:19
Álbum "Tropicália 2 Caetano e Gil"
Philips LP 518 178-1, A-1.
CD 518 178-2 , Track 1.




 
1993 - GILBERTO GIL y CAETANO VELOSO
1. HAITI (Gilberto Gil/Caetano Veloso) 4:19
Wea CD single n° 1.679. [Promocional, España]



1994 - CAETANO E GIL
6475 8052 / 4:19
1. HAITI (Gilberto Gil/Caetano Veloso)
Warner Music CD single n° CDP0394. [Promocional]


1995 - GARGANTA PROFUNDA
Álbum "Vida, Paixão e Banana - Garganta Profunda canta Tropicália"
Albatroz CD 445.008, Track 8.


1995 - CAETANO VELOSO
6618 9411 / 5:04
Álbum "Fina Estampa ao Vivo"
Gravado ao vivo no Metropolitan (RJ), em setembro de 1995
PolyGram/Mercury CD M 528918-2, Track 5. | Cassete 528918-4, A-5.


1995 - CAETANO VELOSO
Álbum "Un Caballero de Fina Estampa”
Gravado ao vivo no Metropolitan (RJ), em setembro de 1995
PolyGram VHS 011 228-3 [1995]
Universal Music DVD 04400608529 [2001], Track 9.


2001 - CAETANO VELOSO
BRMCA0100586 / 5´00”
Álbum “Noites do Norte ao Vivo”
Gravado ao vivo, nos dias 15 de julho de 2001 no Direct TV Hall, São Paulo e 06 e 07 de agosto de 2001 na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, Salvador.
Universal Music 2 CD’s 04400165272, CD 1, Track 6.
DVD (2002) 548362-9, Track 6.


2002 - ELZA SOARES
Álbum "Do Cóccix até o Pescoço"
Maianga Discos CD 789836945 001 6, Track 3. 




2005 – AFROREGGAE
BRGPG0500025 / 4:48
Álbum "Nenhum motivo explica a guerra"
Geléia Geral/Warner Music Brasil Ltda. CD 5051011132025, Track 8.






2006 – AFROREGGAE
Participação Especial: CAETANO VELOSO
Álbum "Nenhum motivo explica a guerra – ao vivo"
Gravado ao vivo no Circo Voador - Rio de Janeiro, no dia 17 de novembro de 2006.
Warner Music Brasil Ltda. CD 5051011722424, Track 10. | DVD 5051011496127, Track 13.



2008 – BANDA TRAMPA
[André Noblat / Arnoldo Ravizzini / Pedro Cardoso /Rafael Maranhão / Rodrigo Vegetal]
Álbum “Te presenteio com a fúria”
Independente CD, Track 9.














No hay comentarios:

Publicar un comentario