domingo, 30 de octubre de 2011

1967 - DOM QUIXOTE



Cortometraje en blanco y negro. Brasil.
Dirección: Haroldo Marinho Barbosa
Guión: Haroldo Marinho Barbosa
Sobre la novela “El Caballero Don Quixote” de Miguel de Cervantes y Saavedra

Con Caetano Veloso en el papel de Don Quijote y Renata Sorrah.






Fuente/Bibliografía:

RAMOS, Fernão y MIRANDA, Luiz Felipe. Enciclopédia do Cinema Brasileiro. São Paulo: Editora Senac, 2000.





1972 - NINE OUT OF TEN





“... Nueve de cada diez estrelas de cine me hacen llorar...
 


1972 - CAETANO VELOSO
6252 7126 / 4:55
Álbum "Transa"
Grabado en 1971 en Chappell’s Studios, Londres
Phonogram/Philips LP 6349 026, A-2.
CD 838 511-2, Track 2.


1984 - CAETANO VELOSO
6252 7126 / 4:29
Álbum "Velô“
Philips LP 824.024-1, A-3.
CD 824.024-2, Track 3.



2007 – CAETANO VELOSO
Álbum “Cê ao vivo”
Gravado em 12 de junho de 2007 na Fundição Progresso, Rio de Janeiro (RJ).
Universal Music CD 60251737304, Track 4. | DVD 60251737308, Track 4.


2008 - SYLVIO DE OLIVEIRA
Álbum “Letra: as canções do exílio de Caetano Veloso”
2AB Editora Livro/CD 9788586695438, Track 6.


2011 – MARIANA AYDAR
Álbum “Cavaleiro selvagem aqui te sigo”
Universal Music CD 602527739885, Track 6.


 




2012 - JOHNNY & THE HOOKERS
[Johnny Hocker / Guilherme Lírio / Lucas Tagore / Guga Oliveira]
Álbum “Roquestar”
Planmusic CD 7892141643993, Track 6.


 
2012 - ALEXIA BOMTEMPO
Álbum “I just happen to be here”
Biscoito Fino CD bf 1102, Track 5.
Rip Curl Recordings CD RCIP-0149, Track 5. [Japón]




NINE OUT OF TEN / NUEVE DE CADA DIEZ
Letra y música: Caetano Veloso
© Editora Gapa

Walk down Portobello road to the sound of reggae
[Recorro Portobello Road al sonido del reggae]
I'm alive
[Estoy vivo]
The age of gold, yes the age of
[La era del oro, si, la era del]
The age of old
[La era del pasado]
The age of gold
[La era del oro]
The age of music is past
[La era de la música pasó]
I hear them talk as I walk yes I hear them talk
[Escucho conversar mientras camino, si, escucho conversar]
I hear they say
[Escucho decir]
Expect the final blast
[Espera la última explosión]
Walk down Portobello road to the sound of reggae
[Recorro Portobello Road al sonido del reggae]
I'm alive
[Estoy vivo]
I'm alive and vivo muito vivo, vivo, vivo
[Estoy vivo y vivo muito vivo, vivo, vivo]
Feel the sound of music banging in my belly
[Siento el sonido de la música golpeando en mi barriga]
I know that one day I must die
[Sé que un dia debo morir]
I'm alive
[Estoy vivo]
I'm alive and vivo, muito vivo, vivo, vivo
[Estoy vivo y vivo, muito vivo, vivo, vivo]
In the Eletric Cinema or on the telly, telly, telly
[En el Electric Cinema o en la tele, tele, tele]
Nine out of ten movie stars make me cry
[Nueve de cada diez estrellas de cine me hacen llorar]
I'm alive
[Estoy vivo]
And nine out of ten movie stars make me cry
[Y nueve de cada diez estrellas de cine me hacen llorar]
I'm alive
[Estoy vivo]
And I know that one day I must die
Y sé que un dia debo morir
Yes I know that one day I must die
Si sé que un dia debo morir


 
 
 

sábado, 29 de octubre de 2011

2011 - SOZINHA



2011 - SANDRA DE SÁ
Participación Especial: CAETANO VELOSO
Álbum “ÁfricaNatividade - 30 anos ao vivo”
Gravado ao vivo em 11 de setembro 2010, na Quinta da Boa Vista (RJ)
Universal Music CD 602527734729, Track 11. |DVD 602527734743, Track 13.

1978 - LOVE LOVE LOVE




1/10/1977 - Diante de um estádio lotado em Nova York Pelé se despediu definitivamente do Cosmos e do futebol com um discurso sucinto: "Love!, Love!, Love!".




Música y letra: Caetano Veloso
© 1978

Eu canto no ritmo, não tenho outro vício
Se o mundo é um lixo, eu não sou
Eu sou bonitinho, com muito carinho
É o que diz minha voz de cantor

Por Nosso Senhor

Meu amor, te amo
Pelo mundo inteiro eu chamo
Essa chama que move
E Pelé disse love, love, love

Absurdo, o Brasil pode ser um absurdo
Até aí tudo bem, nada mal
Pode ser um absurdo, mas ele não é surdo
O Brasil tem ouvido musical

Que não é normal

Meu amor, te quero
Pelo mundo inteiro, espero
A visão que comove
E Pelé disse love, love, love

Na maré da utopia banhar todo dia
A beleza do corpo convém
Olha o pulo da jia, não tendo utopia
Não pia a beleza também

Digo pra ninguém

Meu amor, desejo
Pelo mundo inteiro eu vejo
O que não tem quem prove
E Pelé disse love, love, love

Na densa floresta feliz, prolifera
A linhagem da fera feroz
Ciclones de estrelas desenham-se
Livres e fortes diante de nós

E eu com minha voz

Meu amor, preciso
Pelo mundo inteiro aviso
Olha o noventa e nove
E Pelé disse love, love, love



1978 - CAETANO VELOSO
6045 4148 / 3:04
Álbum "Muito [Dentro da Estrela Azulada]"
Philips LP 6349 382, B-3.
CD 836.012-2, Track 8.


1978 - QUARTETO em CY
/ 2:25
Álbum "Querelas do Brasil"
Philips LP 6349 351, A-4.


1978 - QUARTETO EM CY
Álbum “Querelas do Brasil”/”Love Love Love”
Philips S 7” (45 rpm) nº SFL-2329 [Japón]


1992 - VANIA BASTOS
6446 5071 / 3:04
Álbum "Cantando Caetano"
Columbia LP 231.276/1-464279, B-3.
CD 850.160/2-464279, Track 9.
Velas CD 112, Track 5. [1995]

viernes, 28 de octubre de 2011

1978 - FAROL DA BARRA


“... Fui feliz cuando Caetano compuso la música de Farol da Barra, con letra mía. Feliz porque la canción quedó linda. Puedo decir que soy 'parceiro' de Caetano Veloso, que para mí es el mejor poeta de mi tiempo, dentro de la MPB....” (Luiz Galvão, 1997)

Farol da Barra es tambien el título del último álbum grabado por el grupo Novos Baianos, antes de su separación en 1979.


FAROL DA BARRA
Letra: Galvão
Música: Caetano Veloso
© 1978

Quando o sol se põe
Vem o farol
Iluminar as águas da Bahia
No Farol da Barra
O encontro é pouco
A conversa é curta
Tudo é tão rápido
Como se furta
Como a luz bate nas águas
Como tudo que se passa

Com tanto cabeludo
Com tanto pôr-do-sol
Bem cabia uma profecia
Até o ano 2000
O Farol além
De pôr-do-sol será
O pôr-do-som
Onde verás um realejo
Onde verás um violão



 

 
1978 - NOVOS BAIANOS
[Baby Consuelo/Paulinho Boca de Cantor/Pepeu Gomes/
Luiz Galvão/Jorginho/Didi/Baixinho/Paulinho/Charles/Bola]
Voz: Baby Consuelo
60600535 /
Álbum "Farol da Barra"
CBS LP 138 093, A-1.




 
1997 - BABY DO BRASIL
Álbum "Acústico - Baby do Brasil"
Gravado ao vivo no Rio de Janeiro
GPA Music GPA CD 0008-2, Track 2.


 
2008 – ALEXIA BOMTEMPO
Álbum “Astrolábio”
EMI Music CD 5099950839421, Track 4.

1978 - GÊNESIS 2000



GALVÃO, Luiz. Anos 70: novos e baianos. São Paulo: Editora 34, 1997. 288 pág.


Luiz Galvão (Juazeiro, Bahia, 1937), publicó en 1997 un libro donde relata las experiencias del grupo Novos Baianos, del cual fue su principal letrista.

En la página 118, cuenta que su primer cortometraje fue Lirismo e Sulreal na Rua Brasil, con una participación de Caetano Veloso.

En el Capítulo 24. QUANDO FICA RUÇO SE RODA NA PAULISTA (pág. 203-216), relata los entretelones de producción de otro film, destinado a apoyar los shows y el lanzamiento del álbum Farol da Barra.

Dirección: Luiz Galvão
Cámara: Marcos Botino, conocido como “Sabonete”
Dirección de arte: Clóvis Bueno
Guión: Luiz Galvão (Alma de Palhaço y Gato oi, Gato!)
           Antônio Luis “Lula” Martins (Lixeiro y Gênesis 2000)



Luiz Galvão y Marcos Botino

En realidad, fueron cuatro cortos intitulados, “Alma de Palhaço”, con Bola; “Gato oi, Gato!”, con Gato Félix en el papel protagónico y Charles Negrita; “Lixeiro” con Paulinho Boca de Cantor y por último, “Gênesis 2000” con Caetano Veloso en el papel de Adán, Baby Consuelo como Eva, Gato Félix, la serpiente y Dadi Carvalho como Papá Noel ladrón.




...

“O último dos filminhos intitula-se Gênesis 2000 e teve Caetano Veloso e Baby Consuelo nos principais papéis. O enredo nos leva ao paraíso onde Adão dorme, enquanto Eva irrequieta, dá com os olhos no personagem da Serpente, vivido por Gato Félix. Com o rabo enrolado num coqueiro, a serpente flerta com Eva, atira-lhe três bananas-maçã, e ela come duas e acorda o companheiro Adão, dando a outra para ele, que após come-la se assusta um pouco, mas logo entra numa onda de sensualidade e beija Eva. Mesmo sendo um beijo de cinema, eles fizeram dessa cena a mais bela, pelo misto de lírico e sensual, quando eles rolaram pela grama em acentuado declive, que facilitou a plástica e a fotografia. A Serpente, depois de cumprir seu papel, se transforma no Anjo Expulsador, que traz uma espada de fogo e persegue a dupla que teoricamente dava vazão ao sexo no planeta. Essa cena foi muito elogiada pelos que a assitiram. Para complementá-la, o Anjo lança seu discurso, onde condena Eva a sangrar mensalmente e passar pela dor do parto, e reserva para Adão uma camada de chato e tarefa de comer o pão que o diabo amassou, além de receber, em lugar de um justo salário, um soldo de fome. Hoje, eu não faria assim por ter uma outra visão sobre o Gênesis e a história de Adão e Eva.

O filme passa para a atualidade e Dadi, o baixista dos Novos Baianos, que é também do signo de Leão, como Caetano, passou a substitui-lo no papel de Papai Noel ladrão, e também representou um jovem rebelde que rouba sua enamoradinha, saltando o muro do colégio como se tomasse uma coca-cola, quando pensava em casamento.

Ela a gatinha, o leva para sua casa, aproveitando a folga deixada pela ausência do seu pai, que viajara. Na casa dela, eles dois sozinhos deitam e rolam. No banheiro, eles inventaram de brincar de espuma e, nus numa banheira, cobertos de espuma, nos deixam sabê-los despidos, mas sem flagarmos o explícito. Tudo era juventude, até que o velho pai, um português que perdera o avião e voltara, encontra sua casa revirada de cabeça para abaixo. Ele chocou-se ao ver a calcinha da filha en love com a cueca do jovem. O velho, mesmo vascaíno, não poupou nem o seu glorioso time, jogando pela janela a bandeira do Vasco e tudo o que encontrava pela frente, culminado por jogar um aparelho de televisão, que pegou fogo ao se chocar com o chão. Nesse momento, a espada de fogo sai daquela explosão, com a repetição da cena da expulsão dos nossos dois primeiros semelhantes correspondendo à visão popular.”.... (Luiz Galvão. Anos 70: Novos e baianos, Editora 34. Págs. 213-214-215-216)